29 de dezembro de 2006

Personagem: Barão de Itapura

Nascido em 1809 em Ponta Grossa, então comarca de Curitiba, pertencente à Província de São Paulo, Joaquim Polycarpo Aranha transferiu-se para a Villa de São Carlos, antigo nome de Campinas, ainda muito jovem.

Foi proprietário da Fazenda Chapadão, nos arredores de Campinas, foi um dos grandes plantadores de café; elegeu-se vereador em 1845-1848 pelo Partido Liberal.

Casou-se com sua prima de segundo grau, Libânia de Souza Aranha (falecida em 1921) e tiveram seis filhos, além de um incontável número de órfãos e viúvas desamparadas que eram acolhidos pela baronesa em seu palacete.

Membro da Guarda Nacional, tinha a patente de Capitão da entidade. Com relevantes serviços prestados à sociedade campineira, o Governo Imperial condecorou-o como Comendador da Imperial Ordem da Rosa e concedeu-lhe o título de Barão de Itapura em 1883.

Seu solar por sinal é onde funciona hoje a Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCC – Central).

O fato de Campinas possuir, em fins do século XIX, canalização de água e esgotos animou o Barão de Itapura a construir seu solar. Um arquiteto italiano foi contratado e, três anos depois (1883), a casa foi inaugurada à rua do Imperador 28 (atual Marechal Deodoro, 1099). O casarão é uma expressão fiel da arquitetura do fim do Império, de composição clássica, muito espaçoso (227 cômodos) e imponente, com suas janelas em semicírculos no andar inferior.

Foto acima, de 1990, do solar do Barão de Itapura.

Faleceu em 06/01/1902, com 93 anos.

Homenagem: é nome da avenida que começa no bairro Botafogo e termina no bairro Guanabara; tendo sido denominada em 28/02/1887.

9 comentários:

Rodrigo Priviero D'Abruzzo disse...

João,

De quando é esta foto? Eu estudo na PUC-Central e o casarão está pintado de rosa desde que cheguei lá, em 2003...

Você sabe qual era a cor original do prédio?

Anônimo disse...

BRAZÃO DE ARMAS DA FAMILIA ARANHA

HERÁLDICA
Fontes:

Genealogia Gotha – site de Internet: http://genealogia.netopia.pt/familias/fam_brasoes.php

* * *

Armorial Lusitano – Genealogia e Heráldica – Lisboa, 1961 – Editorial Enciclopédia Ltda. – Lisboa – Rio de Janeiro – 4 vls.
Pgs. 58/59:
Aranha – armas: de azul (ultramarino, o tom heráldico), com asna de vermelho, perfilada de prata, carregada em chefe de um escudete de prata, com uma banda de vermelho, sobrecarregada de três aranhas de negro, a asna acompanhada de três flores-de-lis de ouro. Timbre: uma flor-de-lis do escudo.

Anônimo disse...

V. BIOGRAFIA DE SEU IRMÃO, MANOEL CARLOS ARANHA, BARÃO DE ANHUMAS.

Anônimo disse...

Além da Fazenda Chapadão, de sua propriedade, hoje conhecida como Fazenda do Exército, também foi dono das Fazendas Dois Córregos, Bom Retiro e Atibaia.Fonte:"Campinas, Município do Império", autor Celso de Mello Pupo.

Anônimo disse...

Olá!
Ainda hoje existe uma senhora de 95 anos de idade que mora em uma das antigas casas que pertencia ao Barão de Itapura, se não me engano da filha dele. hoje essa casa é dessa senhorinha, que nunca se casou ou teve filhos... mora sozinha com os empregados...
Gostaria de saber mais um pouco da história dessa senhora, que erdou a casa da filha do Barão. toda a história que envolve isso...

Pois estou escrevendo um livro reportagem e perfil do Edifício Itaguaçu, mostrando o desenvolvimento de Campinas a partir dos anos 70.

Desde já eu agradeço!!!

Anônimo disse...

Joaquim Polycarpo Aranha, na ortografia de época.

Anônimo disse...

Joaquim Polycarpo Aranha, conforme registro em Cartório, sendo que nome próprio é imutável, estejam as pessoas vivas ou mortas.

J.M.Fantinatti disse...

Agradeço a informação. Concordo plenamente com a sua informação. Inclusive tem outros nomes que acabam mudando para a ortografia atual. Exemplo: Glicério é Glycério ou ainda Anibal é Annibal mas mudam e aí fica eternizada a mudança do nome da pessoa. Inclusive a escola tem este nome e uma avenida importante também. Abraço ao anônimo.

Francisco Carlos Seeberg Aranha disse...

sou o barão de Itapura... vou pegar meu palacete de volta!!!!!!!!!!!!!!!!hehehhehe
Herdei o titulo de meu pai, Francisco C Sciarra Aranha, falecido em 1982.
abs a todos
quem quiser fotos mando!
meu mail chicoaranha@univali.br
Chico