21 de dezembro de 2006

Personagem: Barão de Ibitinga


Natural de Campinas, Joaquim Ferreira de Camargo nasceu em 1832. Proprietário de uma fazenda de café, conhecida como Nova Lousã, no município de Espírito Santo do Pinhal, pertenceu ao Partido Liberal, exercendo cargos de nomeação e eleição popular.

Foi fazendeiro e teve plantação de café no município de Itatiba/SP, foi também vereador, juiz municipal e diretor de várias empresas, como a Companhia Campineira de Iluminação e Gás e Companhia Mogiana de Estradas de Ferro. Em 1887 foi condecorado com o título de Barão de Ibitinga pelo Governo Imperial.
Joaquim Ferreira de Camargo Andrade é neto, por pai, do Capitão Joaquim de Camargo Penteado e é neto, por mãe, do Capitão Mor, Floriano de Camargo Penteado. Foi fazendeiro e teve plantação de café no município de Itatiba/SP.


O Barão casou-se 2 vezes:


Primeiro casamento, com Cândida Franco (irmã da Baronesa de Araras) que é filha do Capitão Joaquim Franco de Camargo. Tiveram 5 filhos. A 1o filha do casal é Maria casada com Antonio Alvares Leite, Conde Alvares Penteado, pela Santa-Sé.


Segundo casamento, com Maria Higina de Almeida Lima (irmã da Baronesa de Pirapitinguí e sobrinha do Barao de Descalvado), que é quem tem o título de Baronesa de Ibitinga. Era viúva de João Carlos Leite Penteado. Tiveram 4 filhos. A última filha, Amália, casada com Henrique dos Santos Dumont, irmão do inventor Santos Dumont.


Homenagem: é nome de rua na Vila Industrial.

Seu túmulo no Cemitério da Saudade em Campinas.


2 comentários:

marcio disse...

O que faço não é bem um comentário, mas sim o levantamento de uma dúvida:
O Barão de Ibitinga também foi proprietário da Fazenda Empyreo ou Impírio em Leme/SP?
A fazenda pertenceu a Juvenal Penteado (por volta de 1900) e depois, a Yolanda Penteado (por volta de 1927). Os Penteado eram parentes do Barão de Ibitinga?

Pergunto pois estou levantando a árvore genealógica de minha família e sei que meus bisavôs e avôs (imigrantes italianos) moraram como colonos na Fazenda Empyreo da família Penteado.
Pelo o que foi possível localizar de documentos de meus bisavôs, a primeira leva de minha família, chegou na Fazenda Impírio do Barão de Limeira (Leme) em 1888. A segunda e última leva, foi para a Fazenda Empyreo em Leme/SP em 1900.

Se alguem puder esclarecer esta dúvida que tenho, agradeço.

fcolorado disse...

Leia os livros sobre Yolanda Penteado aonde voce poderá confirmar que realmente a fazenda Empyreo em Leme pertenceu a familia Penteado...
O ultimo foi escrito por Antonio Bivar (Yolanda) e o anterior pela propria Yolanda (Tudo em Cor de Rosa).
Boa Sorte nas suas pesquisas ....