10 de setembro de 2007

Curiosidades: Barão Geraldo e sua família

Foto da década de 1900 mostrando a família e o Barão Geraldo em sua fazenda Santa Genebra.

12 comentários:

carlos roberto disse...

João Marcos,

Entro sempre em seu site. Magnifico trabalho de preservação da memória de Campinas.

J.M.Fantinatti disse...

Carlos Roberto, agradeço as palavras elogiosas; mas tudo isto é pelo amor à Campinas. Pois pouco ou quase nada fazem por esta parte esquecida. Abraços..

mayra regina goy disse...

Adoro o resgate de toda história, queria saber se essa casa da fazenda Santa Genebra ainda existe!

J.M.Fantinatti disse...

Mayra,
Sim a casa existe.
Se você for pela entrada na UNICAMP, entrada de quem vem da Rod. D Pedro ou PUCC, após passar a guarita e quando estiver descendo em direção para os prédios da UNICAMP, olhe para seu lado esquerdo e verá esta casa e outras da fazendoa Santa Genebra.Vale a pena conhecer.

Anônimo disse...

Moro no Jardim Santa Genebra e, nunca havia me passado isto pela cabeça, mas, verificando o registro de imoveis de minha casa, encontrei o nome de Dna Jandyra de Oliveira, e voltando na historia descobri que outrora, o terreno de minha casa, fazia parte da fazenda do Barão Geraldo! Quanta coisa aconteceu nestes últimos 100 anos! Graças ao seu blog descobri muitas coisas pela internet. Preservar a história é fascinante! Parabéns!

Ricardo

J.M.Fantinatti disse...

Ricardo; a idéia é esta mesma; o de se descobrir aquilo que ocorreu no passado. Resido aqui perto da CPFL, na Mansões Santo Antonio e creio também que as terras sejam do Barão; diariamente passo na rodovia D Pedro I e visualizo parte da residência do Barão. É apaixonante saber onde você pisa e saber um pouco do que se passou no local.

Anônimo disse...

Fazenda Santa Genebra-do latifundio de Francisco Antonio de Souza, passou ao filho, Francisco Inácio de Sousa Queirós.Com falecimento dêste, foi dividido em duas propriedades, chamando-se uma, Morro Alto, cabendo à filha e herdeira, Genebra, casada com o primo Luís de Sousa Resende, filho dos Marqueses de Valença, q iniciou plantação de café e 1852.Ela faleceu mto.moça em SP,em 1855,deixando o viúvo em desinteresse pela propriedade, até q seu pai, Marquês de Valença, a adquiriu mudando o nome para Santa Genebra, em homenagem à nora falecida.Como herança, ficou para o Barão Geraldo de Rezende q construiu a séde e transformou a propriedade em fazenda-modelo,chegando a hospedar o Conde d'Eu, em 1884.O Barão expandiu a fazenda, compondo em 1889, área de 1.250 alqueires.Dps., pertenceu a Luis Lins de Vasconcelos, a J.Pedro Oliveira,todos c inegualável amor à fazenda(da obra de Celso Maria de Mello Pupo).

Anônimo disse...

Pode-se apreciar o quadro no Museu do Ipiranga, em São Paulo, da Fazenda Santa Genebra.

Anônimo disse...

moro em barao geraldo e sempre ouço histórias sobre esse lugar magico dos baroes do cafe´penso que seria legal um filme pra mostrar tudo isso tudo que aconteceu realmente aqui com gravaçoes na fazenda de verdade na sede,contando a lenda do boi falando do parentesco deles com rui barboza essa coisa de primos se casarem como faziam eles, e os filhos recebendo os nomes dos pais de geraçao a geraçao isso é complicado de intender quando se le em livros parece bagunçar as idéias um filme seria otimo os jovens iriam adorar e os mais velhos tb eu tenho uma curiosidade sobre tudo aquilo de onde veio o dinheiro pra tanta fortuna erao politicos,juisez, em fim existia um guardeao de tesouro a sei la eu viajo nessas histórias .Existiu um capitao de mar e guerra olha um filme seria otimo .Acho que a unicamp até banca afinal ela tb só existe porque suas terras erao pertencentes a uma dona jandira que doou tudo,e a mata pq ela quis cultivar é verdade a lenda eu adoraria ver um filme.

c. disse...

olá,
espero que não se incomode, mas estou residindo no barão geraldo e prourei no google informações sobre o bairro. encontrei esta foto no seu blog e não pude resistir à tentação de colocá-la no meu blog também (botei a referência daqui).
você pode me informar onde a encontrou? sou historiadora, estudo na unicamp e tenho interesse pela história do barão.
abraços!

J.M.Fantinatti disse...

Oi cara historiadora. A foto foi postada a dois anos atrás. E realmente não me recordo, de onde captei a foto. Mas parece que foi de jornal. De tempos para cá e de forma retroativa, estou procurando colocar a fonte para deixar os créditos para quem merece. Por vezes não consigo colocar um crédito correto; pois podem ser fotos de livros antigos (antiguíssimos na verdade). A minha coleção é razoável. O blog está para ser copiado, desde que coloque o crédito original, desde que se possa identificar.

AndrEZAO disse...

Parabéns, excelente trabalho!