19 de maio de 2007

Descaso com a História: Externato São João

Veja história do descaso em reportagem de 1994 abaixo.

Acima cartão postal da Casa Mascotte de 1900.

Clique sobre a reportagem; para ler com mais detalhes.


Foto atual do externato.


Abaixo o que se tem hoje na área demolida.


10 comentários:

Luis Acosta disse...

Como me entristece ver essas fotos atuais do que restou do Externato. E sou obrigado a usar esse termo "restou". Essa parte demolida era tão bonita. Eu fui aluno entre os anos de 1972 a 1979. Lembro das escadarias de uma madeira escura e muito bem envernizada, que levavam à Secretaria, pela entrada da Rua José Paulino, que pode ser parcialmente vista na foto do cartão postal.
Que pena! Que pena! As portas tinha batentes largos, da mesmo tipo de madeira. O corredor que se seguia em direção à sacristia da capela era ladeado por salas de aula.
Seria interessante descobrir fotografias do interior do colégio nessa época.
Obrigado por esse trabalho de tentativa de preservar um pouco da história de Campinas.
Parabéns!

Marcus Vinicius de Mello disse...

Revendo as fotos de meu querido Externato São João, são muitas as lembranças que tenho, desde o primeiro dia de aula a primeira professora de matemática até a primeira comunhão, fui aluno no período de 80 a 84. Atualmente em visita a Campinas fui com meus filhos rever o colégio, levei um susto com as condições, a demolição que vi, foi triste. Tenho saudades de meus professores e dos diretores Pe.Geraldo, Pe. Gilberto, Pe. Júlio e outros que por lá também passaram.
Como Campineiro que sou, agradeço pela publicação das fotos e do artigo.
Forte abraço a todos.

Sergio disse...

Fiquei muito emocionado quando, num desses dias, passei em frente ao meu querido Externato São João. Quantas histórias vivi lá de 1973 a 1980. Que saudades do Pe. Geraldo, Pe. Julio, Pe. Rafael que ficou por pouco tempo lá, até falecer, dos professores, Janete, Alaíde, Maria Augusta, entre outros. Como gostaria de mostrar para minhas filhas este monumento histórico. Mas não restou quase nada. Saudades de tudo. Peço que se alguém tiver fotos, que publiquem aqui para matarmos saudades. E o pessoal que estudou neste período, mandem notícias.
Abraço a todos.

Miguel Roberto Mamoni disse...

Como disse os ex alunos do Externato, quantas saudades, quem não se lembra da velha sede, do campo de futebol, do teatro que toda segunda feira assistiamos um filme, dos professores das pequenas bolas amarelas do patio que marcava nossos lugares na fila, quem não se lembra do uniformede gala, que sempre usavamos nos desfiles de 7 de setembro, saudades do padre Geraldo, enfim uma escola que formava cidadões, uma pequena que tudo isto tenha se perdido, que viveu essa epoca nunca mais ira esquecer, e com orgulho eu digo fui aluno do " Externato São João".

Anônimo disse...

Meu nome é Fausto Martins, estudei no Externato Sao Joao na época de 1960 a 1965, com os padres Antonio Corso (diretor) e Antonio Mobile. Tive como professor o Sr. Lourival Geraldini (que depois virou delegado) Também vi o externato e, realmente fiquei com coraçao entristecido, uma vez que fui coroinha por muito tempo e adorava o externato. Estudei na época com o Fernando Selmi (macarrao Selmi). Gostaria muito de ver a igreja por dentro, se é que nao depredaram a mesma.
Sds

Rodrigo Montagner disse...

Estimados,


Fui um devotado e apaixonado aluno de 1980 a 1986 do Externato São João, escola que formou meu caráter, meus valores e minhas verdades. Grandes mestres como os Padres Gilberto, Julio, Geraldo, Tia Rosa, Tia Augusta, Prof. João de Educação Física, as aulas de cateciuscmo, minha primeira comunhão, o campinho, o campão, as festas Juninas inesquecíveis, o teatro antigo, as Olímpiadas, as viajens....que triste o que fizeram com aquele prédio tão lindo. Passei há alguns meses (Maio de 2010) em frente e vi uma nova construção, tentanto respeitar a fachada original, porém com muitas diferenças daquele prédio antigo e lindo. Caso algupem de vocês tenha mais fotos, por favor postem aqui, para que muitos de nós possamos guardar a memória de onde viemos...

grande abraço

Rodrigo Montagner

Helio disse...

Fui aluno somente do primeiro ano primário, em 1969, lembro do Padre Geraldo, da professora Dona Josefina, do primeiro dia de aula, quando algumas crianças choravam de saudade de casa, e eu estava muito feliz de estar lá. Às segundas-feiras passava um episódio do filme do Flash Gordon, no teatro da escola. Aos domingos, tinha Missa obrigatória. Em 1968, antes de ser aluno, minha tia me levou na Festa Junina, estava muito frio naquela noite, e ela me aquecia com seu abraço, dizendo que no próximo ano eu iria estudar lá (talvez fosse uma preparação para conhecer a escola), minha mãe não foi. Não tenho mais fotos daquela época, nem a caderneta escolar azul, apenas um "diploma" de Honra ao Mérito e uma medalha de comportamento, que recebi no dia 7 de dezembro de 1969, numa cerimonia concorrida, no teatro da escola. Tinha 7 anos de idade, e desfilei pelo externato, no 7 de setembro, com uniforme branco de gala. Depois disso minha família mudou e o externato ficou muito longe de casa, e assim fui estudar no Castorina Cavalheiro. Fiquei sabendo da demolição agora, pesquisando na internet, apenas por curiosidade. É uma pena, mas somente posso agradecer a todas as pessoas que estudaram lá e fizeram o bom nome do saudoso Externato São João.

Hélio disse...

Fui aluno somente do primeiro ano primário, em 1969, lembro do Padre Geraldo, da professora Dona Josefina, do primeiro dia de aula, quando algumas crianças choravam de saudade de casa, e eu estava muito feliz de estar lá. Às segundas-feiras passava um episódio do filme do Flash Gordon, no teatro da escola. Aos domingos, tinha Missa obrigatória. Em 1968, antes de ser aluno, minha tia me levou na Festa Junina, estava muito frio naquela noite, e ela me aquecia com seu abraço, dizendo que no próximo ano eu iria estudar lá (talvez fosse uma preparação para conhecer a escola), minha mãe não foi. Não tenho mais fotos daquela época, nem a caderneta escolar azul, apenas um "diploma" de Honra ao Mérito e uma medalha de comportamento, que recebi no dia 7 de dezembro de 1969, numa cerimonia concorrida, no teatro da escola. Tinha 7 anos de idade, e desfilei pelo externato, no 7 de setembro, com uniforme branco de gala. Depois disso minha família mudou e o externato ficou muito longe de casa, e assim fui estudar no Castorina Cavalheiro. Fiquei sabendo da demolição agora, pesquisando na internet, apenas por curiosidade. É uma pena, mas somente posso agradecer a todas as pessoas que estudaram lá e fizeram o bom nome do saudoso Externato São João.

Reinaldo Ebert disse...

Reinaldo Ebert
Estudei no Externato de 1965 a1968 mas eu e meus irmaos Renato, Roberto e Rene passávamos a maior parte do dia dentro da escola estudando, brincando, cortando grama, ajudando na missa, nos oratórios de quarta e sexta. Limpando a igreja, trabalhando nas festas ( N.S.Auxiliadora, junina e tantas outras atividades .
Saudade das manhas de domingo, do futebol no campinho, salão e Campão. Saudade da sede, missa do galo ( meia noite)Grande educador foi Padre Geraldo, Dona Josefina, Alaide,
Domingos Saporito.Quantos momentos inesqueciveis,
Que bom ter vivido minha infância e juventude naquele templo sagrado.....Valeu.....

Ingos

pegoraro disse...

Meu nome é José Geraldo Pegoraro, fui aluno no Externato nos anos de 1964 a 1967. Primeiro ano com O Sr Lourival, segundo com Dª Alaíde, terceiro com Sr Domingos e quarto com Padre Mobile. Fui cantor do Padre Geraldo. Tocava na fanfara(CORNETA) e fui coroinha. Adorava ir no Externato nos cineminhas de domingo a tarde, afinal estava todos os dias lá, de segunda a domingo, mesmo nas quintas de não havia aula, lembram? O externato fez parte da minha vida e muita parte da minha educação. Agradeço muito os meus pais por terem me dado o Externato como base. Abs a todos