22 de maio de 2008

Personagem: Walter Forster

Walter Gerhard Forster nasceu em Campinas a 23 de março de 1917.

Seu pai, Jacob Forster, era filho de alemães de origem irlandesa, e sua mãe, Ida Forster, era suíça do cantão alemão. Em 1935, aos 18 anos, Walter Forster começou sua carreira artística, como locutor na Rádio PRC-9, Educadora de Campinas, onde ficou até 1939. Em 1937, mudou-se para São Paulo, sendo contratado pela Rádio Bandeirantes, em 1939, como locutor, depois como redator.

Em 1945 foi para a Rádio Difusora de São Paulo, atuando também na Rádio Tupi, até 1952. Também trabalhou na Rádio Excelsior. Em 1952 foi para a Rádio Nacional, como diretor de rádio-teatro. Em 1968 foi contratado pela Rádio Difusora e TV Tupi, ficando até 1982.

Foi um dos pioneiros da Televisão Brasileira, participando ativamente de sua inauguração em 1950. Como diretor artístico na Rádio Tupi, ajudou a formar o elenco para a televisão Tupi, PRF-3.

Casou-se com Branca Regina, em 1942, com quem teve dois filhos: Suzana e Walter Júnior. Foi dele a idéia de realizar a primeira novela para a televisão: “Sua Vida me Pertence”, onde fazia par romântico com a atriz Vida Alves, e onde aconteceu o primeiro beijo da televisão brasileira.

Walter Forster e Vida Alves em cenas da novela que marcou a televisão brasileira, com o primeiro beijo em frente às câmeras.

Atuou, dirigiu e escreveu novelas e programas para o rádio e a televisão. Ganhou cinco vezes o Prêmio Roquette Pinto, como melhor intérprete, melhor ator-galã, melhor narrador de rádio. Atuou também na TV Paulista e ainda fez sucesso na versão nacional de “Acredite Se Quiser”, onde era apresentador. Autor de "Três Destinos", novela radiofônica.
Após a morte de sua esposa, em 1983, aposentou-se, realizando apenas algumas atividades com contratos mais curtos, como na TV Globo e na TV Vida.

Walter Forster faleceu a 03 de setembro de 1996 em São Paulo.

Um comentário:

cris disse...

WWW.TELEVISAOEMDEBATE.BLOGSPOT.COM